Literatura infanto-juvenil ajuda a combater o bullying

postado em 23 de jun de 2016 10:25 por Andre Martins   [ 23 de jun de 2016 11:23 atualizado‎(s)‎ ]

A ideia é que a leitura literária seja divulgada  como forma de subsidiar a temática da amizade e da não-violência.

O livro infanto-juvenil “Zumbidão, o Zangão Zangadão” de Marta Fontoura Queiroz Cantuário com ilustrações de Débora Borges (2015, Editora Pergtamo) foi cedido pela autora, em formato digital, para compartilhamento em nosso site. A ideia é que o livro possa ser divulgado entre professores em aulas de leitura literária. E que possa, também, auxiliar no trabalhado com a temática da amizade e da não-violência.

O livro merece nossa atenção maior por se uma “prata da casa”. Tanto a autora, Marta Fontoura, quanto a ilustradora, Débora Borges, “têm uma história uma contar” na educação do município, seja em suas escolas de origem, seja como formadoras do Cemepe. E, nesse sentido, merecem nosso reconhecimento por irem além de suas atribuições com esse trabalho artístico encantador.

A alegoria de Zumbidão imaginada por Marta e materializado nos desenhos de Débora falam de um inseto atrevido que teve a oportunidade de compreender a diferença entre amigos sinceros e amigos interesseiros. O texto, além de enfatizar a importância da amizade, a importância de termos alguém do nosso lado, “ensina” que brincadeiras são feitas para nos levar a sorrir e não a chorar, porque as boas amizades, nas palavras da autora, podem ajudar a nos tornar pessoas melhores e cada vez mais felizes.

Pela história é possível chamar a atenção de nossos educadores para a temática do respeito às diferenças e para a não violência que está associada à problemática do bullying em nossas escolas. Problema esse que chamou a atenção do poder legislativo, sancionando a Lei 13.185/2015 que dispõe sobre o combate à essa prática de intimidação sistemática.  A Lei, em seu artigo 4º. Insiso II, determina a capacitação dos docentes e da equipe pedagógica para a implementação de ações de discussão, prevenção, orientação e solução do problema. Assim, a Literatura é uma ótima via para que a lei seja, esteticamente, cumprida. Para concluir essa apresentação, selecionamos, no quadro a seguir, algumas frases da obra bastante instigantes para desenvolvermos o debate. 


 “Por causa do jeitão de Zumbidão, muitos procuravam manter-se à distância. Afinal, seu ferrão era doído e suas palavras também."

 

“Zumbidão e seus amigos gostavam de brincadeiras ditas “sem graça”, pois no final das mesmas sempre tinha alguém chorando. Eles faziam uns contratos de chutar, de dar rasteira e outras agressões. ”

 “Não se esqueça de usar os remédios que lhe receitarei, eles irão curar o seu corpo, mas o seu coração só poderá ser curado pela força do amor que deve brotar dentro de você. ”

 “Zumbidão não ferroava mais ninguém com seu ferrão nem com sua língua e, aos poucos, ele entendera o significado da palavra brincar. ”

 

Livro na íntegra