Geral

PROAP: A Rede em Movimento no Polo Sul de Uberlândia

postado em 1 de jul de 2016 04:13 por Andre Martins   [ 1 de jul de 2016 04:13 atualizado‎(s)‎ ]

O Projeto é parte das ações realizadas no Polo Sul que considerou as solicitações registradas em momentos de Escuta Ativa realizados nas unidades escolares e em reuniões com representantes de Equipamentos Sociais.

Em consonância com a Lei 11.444 de 24 de julho de 2013, que institui a Rede Pública pelo Direito de Ensinar e Aprender no Município de Uberlândia- MG, foi criado o Projeto de Apoio Psicopedagógico (PROAP) em parceria com o Curso de Pedagogia da Faculdade Pitágoras para implementação em Escolas Municipais de Uberlândia.

O Projeto é parte das ações realizadas no Polo Sul que considerou as solicitações registradas em momentos de Escuta Ativa realizados nas unidades escolares e em reuniões com representantes de Equipamentos Sociais. O referido projeto atenderá, inicialmente, estudantes de quatro escolas municipais situadas no Polo Sul com o objetivo de trabalhar as dificuldades de aprendizagem com a utilização de recursos e materiais concretos e específicos para cada situação.

Antes de iniciar o trabalho nas escolas, os colaboradores do Polo Sul promoveram uma Formação de 30 horas com graduandos do Curso de Pedagogia da Faculdade Pitágoras, no período de 20 a 24 de junho de 2016.  Nos módulos do curso foram contempladas as temáticas afetividade, autoestima, diversidade e inclusão. E também a Lei Municipal 11.444/2013 e as leis 10.639/03 e 11.645/2008. O curso contemplou também discussão sobre o uso dos jogos na prática pedagógica. E abordou, ainda os temas da apropriação do Sistema de Escrita Alfabética e da Leitura matemática.

O Curso teve como objetivos apresentar a “Rede pelo Direito de Ensinar e Aprender”; oportunizar aos cursistas atividades que permitem conhecer melhor as crianças; trabalhar questões de autoestima, afetividade e autoimagem e a utilizar metodologias, estratégias e técnicas diversificadas que consolidem o aprendizado e a compreensão do aluno frente ao conteúdo estudado.

II Maratona de Matemática estimula o estudo

postado em 21 de jun de 2016 05:10 por Andre Martins   [ 4 de jul de 2016 13:06 atualizado‎(s)‎ ]

II Maratona é prestigiada pelo prefeito e conta com apresentações culturais
https://drive.google.com/folderview?id=0BznePxIuUMEKN08yS1oyZVBROFk&usp=sharing
A Prefeitura de Uberlândia promoveu, por meio do Núcleo de Ensino Fundamental (NEF) da Secretaria Municipal de Educação (SME), nesta sexta-feira (17) das 7h30 às 11h30, a II Maratona de Matemática. A competição aconteceu no Centro Municipal de Estudos e Projetos Educacionais Julieta Diniz (Cemepe). O objetivo da Maratona foi de estimular e promover o estudo da Matemática entre alunos das escolas municipais da cidade.

A cerimônia iniciou-se ao som do Hino Nacional tocado ao saxofone, seguida de apresentações artísticas como o grupo Tum Tum Pá do bairro Shopping Park. Em seguida a diretora do Cemepe, Iraídes Reinaldo Silva, deu boas-vindas aos mais de 80 alunos do 5º ano do Ensino Fundamental, pais e professores que estiveram presentes para prestigiar o evento. O prefeito Gilmar Machado, também esteve presente e parabenizou os estudantes selecionados, ressaltando a contribuição para a melhoria da qualidade da Educação Básica e que a Maratona é importante para identificar jovens talentos, incentivando-os a ingressar nas áreas científicas e tecnológicas.

A prova da II Maratona continha problemas que envolviam as operações básicas de adição, subtração, multiplicação e divisão e raciocínio lógico. As equipes foram compostas com quatro alunos por escola e as questões foram realizadas em três etapas. A primeira etapa teve cinco questões abertas com “Tangram” (digitalizadas em folha) e os alunos tinham prazo de cinco minutos para resolução de cada uma. A segunda etapa continha cinco questões de raciocínio lógico realizadas oralmente. Em uma das provas, as equipes teriam que formar uma casa retirando apenas 2 palitos de picolé. A equipe que respondia mais rápido era pontuada com dez pontos. A terceira e última etapa foi realizada com as quatro equipes finalistas. Nesta última etapa, houve o desafio do quadrado mágico que contou com resolução prática.

A escola campeã foi a equipe que somou a maior pontuação ao final das três fases. As escolas classificadas receberam troféus: 1° Lugar: EM Sebastiana Silveira Pinto, 2° Lugar: EMEF Amanda Carneiro Teixeira, 3° Lugar: EM Orlanda Neves Strack. Os quatro alunos melhores colocados na disputa ganharam um tablet e os outros classificados receberam livros e brinquedos pedagógicos.

Cemepe oferece orientações sobre a escolha do Livro Didático

postado em 21 de jun de 2016 04:33 por Andre Martins   [ 21 de jun de 2016 04:37 atualizado‎(s)‎ ]

Professores ainda  aguardam a publicação do guia para escolha dos livros didáticos: PNLD 2017

por Elisângela Rodrigues

Neste mês de junho, o Cemepe ofereceu aos professores das áreas de conhecimento orientações sobre a escolha do livro didático. Os professores puderam conhecer as obras didáticas aprovadas pelo MEC com o seguinte cronograma: dia 03/06 Matemática, dia 07/06, História, dia 09/06 Ciências, dia 13/06 Artes, dia 14/06 Geografia e dia 15/06 Língua Portuguesa.  Os critérios fundamentais observados formam a adequação do livro didático ao projeto político pedagógico da escola, à realidade sociocultural das instituições e às Diretrizes Curriculares Municipais.

Para entender como funciona o processo de Escolha do Livro Didático, as orientações estão disponíveis no site do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (http://www.fnde.gov.br/). Ao acessar o site, o usuário deverá clicar na opção Livro Didático. Nesta opção há uma apresentação do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) que tem por objetivo prover as escolas públicas de ensino fundamental e médio com livros didáticos e acervos de obras literárias, obras complementares e dicionários. O PNLD é executado em ciclos trienais alternados: Anos iniciais do Ensino Fundamental, Anos finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio. Os editais que estabelecem as regras para a inscrição do livro didático são publicados no Diário Oficial da União e disponibilizados no portal do FNDE. Os editais determinam o prazo e os regulamentos para a habilitação e a inscrição das editoras.

Para constatar se as obras inscritas se enquadram nas exigências técnicas e físicas do edital, é realizada uma triagem pelos especialistas do Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo (IPT) e da Secretaria de Educação Básica (SEB/MEC), responsável pela avaliação pedagógica. Esses especialistas elaboram as resenhas dos livros aprovados que passam a compor o Guia do Livro Didático. O Guia do Livro Didático orientará a escolha dos livros a serem adotados pelas escolas.

Até o momento (21/06/2016) não foi divulgado o resultado final da avaliação pedagógica dos livros didáticos e, consequentemente, ainda não há a publicação do Guia do Livro Didático. Por isso, a data para o registro da escolha PNLD 2017 não está definida. As escolas devem aguardar e acompanhar informações oficiais divulgadas pelo site do FNDE/MEC pelo site: http://goo.gl/a8ZhHX


 Fonte: http://www.fnde.gov.br/

III Encontro Regional de Educação mobiliza escolas municipais

postado em 17 de jun de 2016 11:11 por Andre Martins   [ 17 de jun de 2016 11:23 atualizado‎(s)‎ ]

Foi um encontro diferente, descentralizado que ocorreu em diversos setores de cinco polos 
https://drive.google.com/folderview?id=0BzphObcMk3NQN1pnVERoM1pDM0k&usp=sharing
As escolas municipais de educação infantil e fundamental de Uberlândia se mobilizaram neste sábado (14/05/2016) para realizar o III Encontro Regional da Educação que teve como tema “Escola e Família pelo Direito de Ensinar e Aprender”. Foi um encontro diferente, descentralizado que ocorreu em diversos setores de cinco polos (centro, norte, sul, leste, oeste) e na zona rural. O objetivo central foi apresentarem por meio de uma mostras pedagógicas o papel da família na educação do aluno e a construção de currículos em rede. O Cemepe construiu um site para registrar toda movimentação do evento, incluindo, informações, fotos e relatos. O site contempla, também, registros dos anos anteriores: o I e II Encontros. 


1-4 of 4